segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

instagr.am


#1ºIGconbsb2011



O Instagram é como um Twitter. No lugar de pensamentos, imagens ilustram o olhar de cada um como forma de expressão da vida.

Trata-se de um aplicativo que permite que imagens tiradas com a câmera do iphone sejam compartilhadas com outros usuários. Você pode seguir e ser seguido e também curtir a foto de alguém. As fotos mais "curtidas" vão para uma página chamada Popular, onde você ganha mais visibilidade. Não tem o "RT ", mas o serviço é integrado a outras redes (Twitter, Facebook, Tumblr e Foursquare). Segundo o TechCrunch, o Intagram continuará sendo gratuito e eles pretendem adicionar algumas opções, como novo filtros pagos.

Em seu pouco tempo de vida já fala em 1 milhão de usuários e se associou com a National Geographic (@NatGeo on IG). Essa notícia é de novembro do ano passado, mas até hoje eu não entendo o sentido disso, porque a natgeo não publicou nenhuma foto no instagram até hoje e nem cumpriu a promessa de criar desafios para que os usuários produzam imagens específicas.

Semana passada me encontrei com outros usuários. Não conhecia nenhum na "vida real", mas o almoço foi ótimo pra trocar experiências. Compareceram: @kazuookubo, @lucianocrisp, @abgabriel, @juquinha, @lupadrum e eu, @maisacoutinho.

O fato é que o instagram é um verdadeiro vício, mas dos bons! Você muda a forma de ver as coisas, pratica seu olhar no dia a dia, procura a melhor luz, o contraste, a sombra e usa os filtros para melhorar a foto, já que a câmera do iphone não é muito boa.


Matéria do Correio Braziliense!


Nesse domingo (30/01/2011) saí na capa do caderno Trabalho & Formação profissional falando sobre o trabalho freelancer e no uso das redes sociais para divulgação de portfólio. :D