quinta-feira, 30 de outubro de 2008

The Ones We Love

Desde os séculos passados, o amor, a felicidade e a tristeza inspiram artistas e têm nos proporcionado obras maravilhosas.
Achei por acaso um site muito bacana onde fotógrafos, na maioria amadores, podem homenagear aqueles que mais amam postando fotos. Cada galeria é antecedida por uma pequena nota biográfica sobre o fotógrafo. Fiquei com vontade de mandar fotos da minha filhota! ;)
Vale o click.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Livro: "Retratos Falantes" de Paulo Fridman



Munido de uma câmera e folhas de papel em branco, o fotógrafo Paulo Fridman - exímio retratista prestigiado nacional e internacionalmente -, partiu para um de seus trabalhos autorais. Com uma espécie de estúdio ambulante, começou a fotografar pessoas nas ruas, pedindo que elas respondessem, nas folhas em branco, a três perguntas: Quem é você? O que você pensa do futuro do Brasil? Qual é o seu sonho?

No primeiro dia desta experiência, que começou em 1999, na Vila Madalena e no Largo da Batata, em São Paulo, uma velhinha que catava latas na rua topou fazer parte do trabalho. Surpreendentemente respondeu às três questões em um bom português e identificou-se: Maria..., ex-professora e advogada. Neste momento Fridman percebeu que tinha começado um projeto de vida.
Retratos Falantes, obra em aberto que o fotógrafo realiza há nove anos, ganha agora versão em livro editado pela DBA, com texto de Arnaldo Antunes e projeto gráfico do artista Artur Lescher. A publicação reúne cerca de 70 dos 300 personagens colecionados pelo fotógrafo, de 1999 a 2008. Composições de retratos e textos ou desenhos, contendo as respostas das três questões colocadas, transformam fisionomias anônimas e registros de seus respectivos desejos em poemas visuais.
Como indaga Antunes: se uma imagem vale mil palavras, o que vale a palavra quando também se torna uma imagem? "A manuscrita presentifica as palavras em realidades icônicas que, dispostas sobre os rostos, acentua o desvelamento de cada uma dessas pessoas", afirma o músico e poeta. Em seu texto ele chama atenção para a inocência com que as pessoas se entregam às lentes de Fridman, ressaltando a beleza como elemento da verdade.
"No começo eu criava as composições no laboratório, artesanalmente, uma experiência que foi importante para trilhar uma concepção plástica, ao lado do caráter social que eu queria alcançar com este projeto", explica Fridman. O fotógrafo, que continua a trabalhar em diferentes regiões de São Paulo e também em outras cidades, reuniu muito de suas "imagens depoimentos" em épocas de eleições. "Estas perguntas costumam ficar candentes nas cabeças das pessoas nestas épocas férteis para questionamentos", afirma.
Esta série, que já nasceu premiada no concurso Brasil na Virada do Século, em 2000, foi finalista do Adobe Digital Context e faz parte dos acervos da Library of Congress em Washington, e do MAM-SP, foi também exibida na Pinacoteca do Estado de São Paulo, em recorte com curadoria de Diógenes Moura, em 2004.
Retratos Falantes

Paulo Fridman
Fonte: Ímã Galeria

Brasileiro dirige fotografia de Noites de Tormenta

Pouca gente sabe, mas o brasileiro Affonso Beato é o diretor de fotografia do filme Noites de Tormenta, em cartaz nos cinemas brasileiros e estrelado por Richard Gere e Diane Lane. Este carioca de 67 anos iniciou a carreira em O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro(1969), de Glauber Rocha.

Radicado em Los Angeles, Beato começou carreira internacional há mais de três décadas e inclui trabalhos em filmes como Carne Trêmula (1997) e Tudo Sobre Minha Mãe (1999), ambos de Pedro Almodóvar, Água Negra (2005), de Walter Salles, e A Rainha (2006), de Stephen Frears, que deu o Oscar de Melhor Atriz a Helen Mirren.

Beato também assina ainda a fotografia de O Amor nos Tempos do Cólera (2007), de Mike Newel, baseado no livro homônimo do colombiano Gabriel García Márquez.

Fonte: BR Press

domingo, 19 de outubro de 2008

Programa Nacional de Bolsas da Funarte

Projetos de criação fotográfica podem participar da seleção

Foi prorrogado até o dia 20 de outubro o prazo das inscrições para a seleção de projetos do Programa Nacional de Bolsas da Funarte, que distribuirá cem bolsas de R$ 30 mil à artistas, críticos e outros profissionais das artes em todo território brasileiro.

O programa viabiliza a produção de obras e estudos em artes visuais, música, artes cênicas e literatura. A categoria de Estímulo à criação artística também envolve a área de fotografia e irá conceder duas bolsas para cada região do país para o desenvolvimento de projetos de criação fotográfica individual, resultando em ações, obras ou processos inéditos para apresentação ou exposição pública.

Para se inscrever é preciso enviar o projeto à Funarte, acompanhado de currículo e ficha de inscrição, somente pelos correios no endereço: Rua da Imprensa, 16 – 6º andar – Castelo
Rio de Janeiro – RJ, CEP 20030-120. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: bolsafotografia@funarte.gov.br

A Pop Art de Cisco Vasques


Músico, maquiador e fotógrafo.

" Acredito ser possível ampliar bastante esse horizonte do imaginável,
da criação da relação trabalho × prazer, fazer o que gosta
e não o que as tendências empurram.

Penso que o eixo é convergente de fato,
pelas estruturas humanas que aprendemos a ser.

Ideal seria criar um novo vocabulário, novas palavras,
para substituir aquelas que não mais definem nossos fazeres e labores.

Aparentemente simples, mas profundamente filosófico e posicionado...

...só porque
não somos produtos do sistema, porque somos o próprio sistema...
...e sendo assim podemos recriá-lo de forma mais instigante, provocante e
sanguínea."


Cisco Vasques

Bienal Argentina de Fotografia

Foto: Guy Veloso


Os fotógrafos Milla Jung e Guy Veloso representam o Brasil na 3º Bienal Argentina de Fotografia Documental, realizado na cidade de São Miguel de Tucumán, até 9 de novembro.

Para saber mais: www.fotobienal.com.ar

sábado, 18 de outubro de 2008

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Picasso e a Fotografia

Em junho de 1994 aconteceu em Paris a mostra Picasso Photographie 1901-1916, a primeira de uma série de três exposições nas quais o Musée National Picasso explorava a relação do artista com a fotografia. As imagens selecionadas para essa exposição demonstravam dados de interesse sobre seu método de trabalho, porém não evidenciavam uma vontade de expressão específica. Seria provavelmente mais tarde, através de sua amizade com Brassaï e Dora Maar, que Picasso começou a tomar mais seriamente a fotografia como meio de criação. Veja alguma fotos da série Diurnes (1962), realizada em parceria com o fotógrafo francês André Villiers. Fonte: Zone Zero

Richard Avedon Performance

Seleção de fotos inéditas de Richard Avedon, que estarão no livro “Richard Avedon Performance“, que deverá ser lançado neste mês. No New Yorker.

Estúdio Brasil Domination 2008




Mais informações no site.